Somente os religiosos são chamados a ser exemplos na sociedade?

Ou eu também?

Todos os sábados pela manhã, na Casa Nossa Senhora da Divina Providência, os arautos se reúnem para uma conversa onde são tratados temas diversos. Uma delas foi sobre a vida religiosa e, em determinado momento da conversa… uma dúvida: O que é propriamente o voto? Será que alguém pode explicar?

Explicações, exemplos, comentários e… mais perguntas…

Não estando satisfeitos com o que fôra dito na conversa, alguns arautos entraram na biblioteca e resolveram consultar a Suma Teológica, e ver o que São Tomás de Aquino comenta sobre os Votos.

Na parte II-II b questão 88, o doutor angélico dá uma bela explicação, da qual, destacamos este ponto, tirada do artigo 1:

“O voto exige três coisas: deliberação, propósito na vontade e a promessa na qual se realiza a razão do voto. Para a confirmação do voto, acrescentam-se ainda duas coisas: expressão oral, segundo o Salmista: ‘Cumprirei os votos feitos a ti, que os meus lábios pronunciavam’; e o testemunho de outros.”

Bem, apenas com este trecho, ainda não respondemos a pergunta do nosso arauto; isto é apenas um começo. Colocar tudo, seria muito longo para um post.

Mas… para quem não é religioso, de que serve saber o que é um voto?

Em nossos dias, vemos tantos males que afligem a sociedade mas, por outro lado, há maravilhas de Deus que tocam o interior das almas, e podemos ver religiosos que fazem a Deus, voto de Obediência, Castidade e Pobreza. São pessoas que Deus chamou e as olha de uma maneira especial pois, como diz São Tomás: “quando prometeu, já manifesta que se inicia a cumprir o prometido, embora ainda não o tenha completado. Também, aquele que põe a mão no arado, ainda não está arando, mas este gesto já é o início de arar”. Ou seja, com os votos, eles se consagram a Deus e estão prontos para servi-Lo, seja na vida contemplativa, ou na vida ativa ajudando aos necessitados.

Na correria do dia-a-dia, paremos um pouco e pensemos: quais são as maravilhas que Deus quer fazer em mim. Sim! Em mim! Ele poderá dizer para aproximar-me mais da oração, de ajudar àqueles que necessitam de uma palavra amiga, de ser um exemplo de virtude no meu trabalho, na minha família, na minha escola… Isso, todos nós podemos fazer e pedir a Deus para ser.

Você já parou para ouvir o que Deus está querendo realizar em vós?

 

Ouça a voz de Deus…
Classificado como:                                                        

Deixe o seu comentário.

%d blogueiros gostam disto: