Caríssimos Leitores,

Salve Maria!

 Hoje celebramos São Vicente de Paulo, presbítero; Santo Elzeário de Sabran; Beato Lourenço de Ripafratta, presbítero.

O que podemos meditar da Liturgia de hoje? Tomemos apenas um versículo da Leitura: 5Eu assumi um compromisso convosco, quando saístes do Egito, e meu espírito permaneceu no meio de vós: não temais.”

Um compromisso assumido pelo próprio Deus, nem precisa dizer que a fidelidade é completa, plena. Apenas do nosso lado a falha é possível… Já fica aqui um pedido a ser feito em nossas orações: fidelidade e correspondência.

No entanto, meditaremos sobre o que está no final: não temais”.

Refere-se aqui não apenas a um certo medo, até um pouco infantil (solidão, escuro, etc) – evidente – mas nas horas e situações difíceis, onde tudo parece um “beco sem saída”, confiar em Deus, em Nossa Senhora, pois “meu espírito permaneceu no meio de vós: não temais.

A presença de Deus! Estamos continuamente sob o olhar divino.

Tenhamos em mente que a todo momento está ao nosso lado não um corajoso e forte homem para nos proteger de perigos físicos, mas o próprio Deus, que além dos ataques físicos, nos abriga na hora  das tentações, provas.

Em nosso trabalho, em nossos empreendimentos, na hora em que o peso da responsabilidade pesar aos ombros, caro leitor: “não temais”. Juntemos as mãos e rezemos a Nossa Senhora, olhemos ao redor pois Deus disse: “meu espírito permaneceu no meio de vós”.

 

Leitor: não tema! – Pensamento do Dia

Deixe o seu comentário.

%d blogueiros gostam disto: