Na  aparição de outubro de 1917, a Virgem Maria disse por fim o seu nome: “Sou a Senhora do Rosário”; e voltou a lembrar a recomendação já feita antes: “Continuem a rezar o terço todos os dias”. Mas talvez nos venha a seguinte pergunta: porque Resar rosário?

Vejamos um pouco sobre essa oração tão conhecida, mas por vezes pouco proferida.


Se queres ganhar para Deus esses corações endurecidos, reza meu Rosário.

Sao Domingos de Gusmao_.jpgSão Domingos viveu numa época de grandes tribulações para a Igreja.

Por meio de ardorosas pregações, durante anos tentou ele reconduzir ao seio da Igreja a infelizes que se tinham desviado da verdade aderindo a terrível heresia dos albigenses. Mas suas palavras não conseguiam penetrar aqueles corações empedernidos e entregues aos vícios.

O que fazer? Certo dia, decidido a arrancar de Deus graças superabundantes para mover à conversão aquelas almas, Frei Domingos entrou numa floresta perto de Toulouse e entregou-se à oração e à penitência, disposto a não sair dali sem obter do Céu uma resposta favorável.

Após três dias e três noites de incessantes súplicas, quando as forças físicas já quase o abandonavam, apareceu- lhe a Virgem Maria, dizendo com inefável suavidade:

– Meu querido Domingos, sabes de que meio se serviu a Santíssima Trindade para reformar o mundo?

– Senhora, sabeis melhor do que eu, porque, depois de vosso Filho Jesus Cristo, fostes Vós o principal instrumento de nossa salvação.

– Eu te digo, então, que o instrumento mais importante foi a Saudação Angélica, a Ave-Maria, que é o fundamento do Novo Testamento. E, portanto, se queres ganhar para Deus esses corações endurecidos, reza meu Rosário.

 

Por que me crucificas tu de novo?

Mas, cem anos depois de ter sido divulgada por São Domingos, já ela havia caído quase no esquecimento. Como conseqüência, multiplicaram-se os males sobre a Cristandade.

Deus, para atalhar o mal e, sobretudo, preparar a Igreja para enfrentar os embates futuros, suscitou o Beato Alano de la Roche, da Ordem Dominicana, com a missão de restaurar o antigo fervor pelo Rosário.

Um dia em que ele celebrava Missa, em 1460, perguntou-lhe Nosso Senhor:

– Por que me crucificas tu de novo? E me crucificas, não só por teus pecados, mas ainda porque sabes quanto é necessário pregar o Rosário e assim desviar muitas almas do pecado. Se não o fazes, és culpado dos pecados que elas cometem.

A partir de então, o Beato Alano tornou-se um incansável divulgador desta devoção, e assim converteu grande número de almas.

 

Fator decisivo de grandes vitórias

NOSSA SENHORA DE FATIMA.jpgAo ver a Europa ameaçada pelos exércitos do império otomano, o Papa São Pio V mandou rezar o Rosário em toda a Cristandade, implorando a proteção de Nossa Senhora. Ao mesmo tempo, reuniu uma esquadra no Mar Mediterrâneo para defender os países católicos.

Apesar da superioridade numérica do adversário, os cristãos saíram triunfantes, afastando definitivamente o risco de uma invasão. Antes de travar-se o combate, todos os soldados e marinheiros católicos rezaram o Rosário com grande devoção.

A vitória, que parecia quase impossível, deveu-se à proteção da Virgem Santíssima, a qual – segundo testemunho dado pelos próprios muçulmanos – apareceu durante a batalha, infundindo- lhes grande terror.

No século XVIII, para comemorar a vitória do Príncipe Eugênio de Saboya sobre o exército otomano, devida também à eficácia do Rosário, o Papa Clemente XI ordenou que a festa de Nossa Senhora do Rosário fosse celebrada universalmente.

 

A palavra do Papa, porta-voz de Jesus

Joao Paulo II rezando o terço.jpg“O Rosário transporta-nos misticamente para junto de Maria (…) para que Ela nos eduque e nos plasme até que Cristo esteja formado em nós plenamente”. E acrescenta: “Nunca, como no Rosário, o caminho de Cristo e o de Maria aparecem unidos tão profundamente. Maria só vive em Cristo e em função de Cristo”.

“Ó Rosário bendito de Maria, doce cadeia que nos prende a Deus, vínculo de amor que nos une aos Anjos, torre de salvação contra os assaltos do inferno, porto seguro no naufrágio geral! ”

“Ó Rainha do Rosário, ó nossa Mãe querida, ó Refúgio dos pecadores, ó soberana consoladora dos tristes. Sede bendita em toda parte, hoje e sempre, na terra e no Céu. Amém.”

 

 

Papa João Paulo II

Nossa Senhora do Rosário
Classificado como:                                                                    

Deixe o seu comentário.

%d blogueiros gostam disto: