olhar

“Que olhar! Nenhum é tão límpido, tão franco, tão puro, tão acolhedor. Em nenhum se penetra com tal facilidade. Contudo, nenhum também apresenta profundidades que se perdem em tão longínquo horizonte. Quanto mais dentro desse olhar se caminha, tanto mais ele atrai para um indescritível ápice interior e profundo.” (Plinio Corrêa de Oliveira)

 

Clique na tela e peregrine nesse OLHAR…
Peregrinando dentro de um olhar…

Uma ideia sobre “Peregrinando dentro de um olhar…

  • 27 junho, 2015 em 5:50
    Permalink

    ¡Va más allá de lo magnífico! Superlativo en grado pleno, toca en Dios. Cuántas “saudades”, ¡qué mirada! Gracias nuevamente por este bello blog

    Resposta

Deixe o seu comentário.

%d blogueiros gostam disto: